fbpx


“Buscar-me-eis e me encontrareis: procurar-me-eis do fundo do
coração, e eu me deixarei encontrar por vós.” (Jeremias 29,13)

Dentro de nós a um anseio por criar conexões e vínculos, algo duradouro e verdadeiro. Vivemos na busca incansável por aquilo que é eterno, não pensamos em viver nada com prazos de validade, estando bem profissionalmente, apaixonados por alguém ou até mesmo de férias curtindo uma viagem incrível. São momentos e situações que desejamos viver para sempre. Se tratando de amizade o caminho é o mesmo, ninguém quer um relacionamento já sabendo que ele vai acabar. Porque dentro de cada um a um desejo pelo que de fato dura e buscamos isso ainda que não percebamos.   

Mas será possível ter um amigo realmente duradouro? Alguém fiel e verdadeiro, disponível para ouvir e dizer os melhores conselhos? Um amigo que possamos compartilhado tudo, na certeza de que ele nunca irá embora, permanecendo incondicionalmente? A boa notícia é que é possível! Em Deus esse relacionamento é garantido, e já o temos, porque Ele nos escolheu primeiro, é desejo Dele a nossa amizade. Ele nos amou, então por isso conseguimos amá-lo, é Deus que se deixa encontrar. Sempre foi desejo de Deus estar próximo e isso faz parte de nós e nos atrai ainda que de forma inconsciente. Porém o agir de Deus é de acordo com nossa liberdade, que é sinal de seu grande amor, entretanto parte de nós, a decisão por ter a sua companhia amigável. 

A busca pelo convívio com o “Divino Amigo”, termo utilizado por santa Teresa, requer além de decisão a disposição de coração, como toda amizade que se preze é preciso tempo de qualidade juntos, descobertas um do outro, uma relação cultivada pelo companheirismo. A palavra amizade significa relação afetiva entre os indivíduos, e na relação com Deus não seria diferente. Santa Teresa diz que “a oração é um trato de amizade com Deus” e é por meio dela que cultivamos essa relação, não a outra forma e caminho, nem mesmo atalhos. 

A oração é um Dom de Deus e não um esforço exclusivo nosso, o que impulsiona esse encontro é o amor, ele é o motor propulsor, e quando escolhemos estar na sua presença que sempre nos acolhe, estamos o amando. Mas isso só é possível porque somos amados por Ele primeiro. São João Paulo II diz que “o amor me explicou tudo” de fato é o amor que explica o desejo de nosso Divino amigo de estar conosco e movidos por esse amor estaremos impulsionados a corresponder a esse tão grande bem que é a oração, que contribui diretamente no cultivo dessa amizade Divina. 

“Já não os chamo servos, porque o servo não sabe o que o seu senhor faz. Em vez disso, eu os tenho chamado amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai eu tornei conhecido a vocês.” (João 15,15)

Deixe uma resposta

Iniciar o chat
1
💬 Posso te ajudar?
Olá, tudo bem? 👋
Paz e bem!
Em que posso te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: