fbpx

Meu primeiro texto aqui no Céu, não poderia ser outro, não posso começar a falar sobre relacionamentos, afetividade e sexualidade, sem antes falar sobre o amor. Este convite que fiquei lisonjeado em receber, e com muito prazer aceitei, decisão, me decidi aceitar este desafio de escrever, e externalizar o que se passa dentro dessa cachola. 

Amor? Deus é amor vem dizer a carta de João, o amor não é Deus, mas Deus o é inteiramente, mas então o que é o amor? 

São Paulo em suas cartas aos coríntios, nos diz que o amor é paciente, prestativo, não é invejoso, não se ostenta, não se incha de orgulho. Nada faz de inconveniente, não procura seu próprio interesse. Não se irrita, não guarda rancor, não se alegra com a injustiça, mas se regozija com a verdade. Tudo desculpa, tudo crê, tudo suporta.

Perceba que são Paulo, fala de atitudes, não de sentimentos, como por exemplo, paciência, não SINTO paciência, TENHO paciência, não SINTO perdão, eu dou e ou recebo o perdão, Cristo é o verbo encarnado, verbo é toda palavra que indica ação, ou seja, Ele é a palavra de Deus encarnada, o amor que habitou e habita entre nós.

Entenda, que o amor sacrifício, amor caridade, nunca vai depender de quem está sendo amado, mas sempre de quem ama. Não entendeu? Explico!

Deus não depende de nós para que nos ame, Deus depende apenas Dele para nos amar, Deus nos ama por que ele é bom, não por que somos bons. Caso Deus dependesse de nós, certamente não nos amaria, por que somos falhos, medíocres, miseráveis.

Quer uma verdade estonteante? Deus nos ama, na mesma proporção que ama seu filho Jesus. Deve estar pensando que sou louco em fazer tal afirmação, e digo com muita tranquilidade que não. Para Deus não existe amar pouco ou muito, existe apenas o amar, e este amor é incondicional, não tem limite e nem condições, tanto que amou até às últimas consequências, morreu em uma cruz, e esta morte não foi para alguns, mas para todos.

Então a grande pergunta é, por que parece que Deus ama mais alguns do que outros, por que na bíblia fala que esse ou aquele era o escolhido predileto? Deixa-me perguntar:

Quem já disse a clássica frase, meu irmão(a) é o preferido da minha mãe??!!!

Hoje como pai, meu segundo filho está chegando, e posso dizer que neste momento acredito em minha mãe quando ela disse que me ama, e aos meus irmãos, tenho dois, igualmente, mas existe nesta história um detalhe, que ninguém costuma reparar.

Quem ama, ama igualmente, se entrega igualmente, tenho certeza que minha mãe morreria por mim ou meus irmãos sem titubear, mas a grande questão é RESPOSTA do amado. Isso mesmo, de nós 3, quem corresponde mais a este amor?

Imagine nós e Santo Agostinho, quem correspondeu mais a este amor, eu e você, ou santo agostinho? Deus nos ama igualmente, ele é o amor, mas depende muito da resposta do amado, que somos nós. Quem corresponde mais, recebe mais, porque estreita o seu relacionamento, então no caso não é que sua mãe ame mais seu irmão(a), mas é que seu irmão(a), corresponde mais este amor, estreita mais este relacionamento que você.

Por isso que o amor é desinteressado, faz para o outro sem esperar algo dele, se entrega para o outro sem esperar algo dele, e quando o outro responde, o grande encontro entre aquele que ama e aquele que é amado, nasceu ali um relacionamento que com o tempo se torna maduro. Este amor de Deus desconcertante é maravilhoso, e com isso temos que levar este amor para os nossos relacionamentos, mas é difícil, pois hoje em dia é difícil amar o outro sem colocar condições ou esperar algo. Nosso amor é limitado, egocêntrico, por isso que temos que aprender com Deus a amar, precisamos Dele para amá-lo, nos amar e amar o próximo.

O amor passa justamente por estas 3 dimensões, amar a Deus, a mim mesmo e o próximo, e a pergunta que fica é, tenho amado a Deus, a mim mesmo e ao próximo, e como saber?

Simples, Coríntios 13,4.

Tem tido paciência com Deus, consigo mesmo e com o próximo, tem perdoado a Deus por não fazer sua vontade e permitir com que você sofra? Tem perdoado a si mesmo por todas decisões erradas e atitudes que te fizeram sofrer? Tem perdoado o próximo por toda maldade ou dor causada em você? Olhe sempre para estas 3 dimensões do amor, e tente sempre estar bem em todas elas.

Esquecemos muitas vezes que precisamos nos amar também, não só amar a Deus e ao próximo, lembre-se da regrinha, amar o próximo como a si mesmo, se você não se ama, não ama o próximo, e se não ama o próximo, não ama a Deus, pois como pode não amar quem tu vê, e amar a Deus que não vê.

Se amar, é se cuidar e se respeitar. Então uma outra pergunta é: O que é o RESPEITO? Fica ligado no próximo texto.    

Deixe uma resposta

Iniciar o chat
1
💬 Posso te ajudar?
Olá, tudo bem? 👋
Paz e bem!
Em que posso te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: