fbpx

“Por aquele tempo, Jesus pronunciou estas palavras: “Eu te bendigo, Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos.” (Mateus 11, 25)

Deus deseja revelar o seu amor aos pequeninos, Ele é pobre, humilde. Deus é simples. Revela seus segredos ao coração que também é como Dele. Isso significa que nosso relacionamento com Ele precisa necessariamente ser simples para agradá-lo, para falar a linguagem Dele. A oração deve ser como aos moldes de Santa Teresa: amizade com Deus que nos envolve de amor que é dom e que se faz dom. Simples assim!

Com a mesma simplicidade podemos alcançá-lo, Ele não veio complicar, quem faz isso somos nós mesmos. Não precisamos tornar complexo o que já é simples, lembremos de como Jesus veio ao mundo, pobre e humilde, nasceu no último lugar, onde ninguém o esperava, afinal Ele é Rei e toda Majestade tem sua Realeza e Esse Rei merecia muito mais. Ele por sua vez se abaixou para que pudéssemos entender sua linguagem, Ele quis estar no meio de nós. Jesus deu sinais de sua simplicidade por toda sua caminhada, Ele falava por parábolas para que pudéssemos compreender a dinâmica de sua palavra. Ainda sim, nem todos poderiam entendê-la, não basta Ele falar, é preciso um coração simples e aberto para ouvir suas palavras e deixar que elas adentrem o coração.

Nosso coração se torna terra fértil quando acolhemos suas palavras com a mesma simplicidade. Apesar de sua grandeza, não é necessário falar palavras difíceis e elas antes mesmo de serem pronunciadas, já são de seu conhecimento cada uma delas. É necessário apenas verbalizar o que já se encontra dentro de nós. Santa Teresinha compreendeu esse mistério pela pequena via, Ela diz que é a simplicidade que nos leva a dar voos altos para os braços do Pai. Em seu manuscrito contém o seguinte trecho: “Por que não reservas essas imensas aspirações para as grandes almas, para as águias que planam nas alturas?… Quanto a mim considero-me apenas como um fraco passarinho coberto só de leve penugem, não sou uma águia, dela só tenho os olhos, e o coração, pois apesar de minha extrema pequenez ouso fixar o Sol Divino, o Sol do Amor, e meu coração sente em si todas as aspirações da águia.”

Obras Completas – Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face. Manuscrito B, (O passarinho e a águia divina). Edições Loyola, São Paulo, 2001, pp. 216-217

Ela compreendeu que justamente sendo pequena alcançaria o Sol Divino, O Próprio Deus. Santa Teresinha diz: “Não possuo o valor de buscar orações formosas nos livros, como não sei como escolher, penso como as crianças e digo simplesmente ao bom Deus o que necessito, e Ele sempre me compreende.”

“Meu caminho é o caminho da infância espiritual, o caminho da confiança e da entrega absoluta”. Santa Teresinha.

É importante lembrar o que Jesus disse: “Em verdade vos declaro: se não vos transformardes e vos tornardes como criancinhas, não entrareis no Reino dos Céus. Aquele que se fizer humilde como esta criança será maior no Reino dos Céus.” (Mateus, 18, 3-4)

É sendo pequeno que poderemos compreender. Encontrando a via da pequenez, alcançaremos o céu! Peçamos ao Senhor esse coração simples dos pequeninos, aos quais Ele revela os seus segredos de amor. Que o Senhor faça uma bela faxina em nós retirando os excessos e que ao ouvir seus passos possamos correr ao seu encontro como um simples passarinho voando em direção ao sol.

Música: O Elevador- Comunidade Católica Shalom

 

Uma pequena via me levará

Para os Teus altares, oh meu rei

Pequeno serei então encontrarei

Um lugar em Tuas mãos

O Elevador que me fará subir até os céus

São os Teus braços, oh Jesus

Crescer me é impossível

Devo suportar-me como sou

Não quero ser grande, mas sim,

Teu pequenino

Como pássaro livre a voar

Como a rosa no campo a nascer

Assim são os Teus pequenos.

Como a criança a correr

Para os Teus braços eu irei também,

Para os Teus braços eu irei

Como pássaro livre a voar

Como a rosa no campo a nascer

Assim são os Teus pequenos

Como a criança a correr…

“Para mim, a oração é um impulso do coração, um simples olhar dirigido para o céu, um grito de agradecimento e de amor, tanto do meio do sofrimento como do meio da alegria. Em uma palavra, é algo grande, algo sobrenatural que me dilata a alma e me une a Jesus”. Santa Teresinha

Seja simples, porque Ele é simples !

Deixe uma resposta

Iniciar o chat
1
💬 Posso te ajudar?
Olá, tudo bem? 👋
Paz e bem!
Em que posso te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: